segunda-feira, 17 de fevereiro de 2014





O Mestre iniciou:

Entrar no Absoluto exige deixar o particular pra trás. Nós nos desengatamos ou desapegamos. Esse desapego não é feito pela pessoa, é feito de uma pessoa.

Todo apego implica medo, a suposição equivocada que algo precisa ser segurado.

É só quando o punho da morte é aberto que a verdadeira liberdade de todo medo por ser conhecida.

Todo desejo acontece por causa de um senso equivocado de insuficiência.

Todas as realizações de desejos são como uma refeição de arroz: pouco tempo depois e você está com fome de novo. Quando você percebe que não falta nada, que tudo que há é você e é seu, o desejo termina.

Desmonte o pêndulo do medo e desejo.

O chão debaixo de você é a Fonte e o Apoio.


~ Wu Hsin, em “Behind the Mind (the Short Discourses of Wu Hsin)” (2012)


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Estaremos em recesso  das atividades no Zendo Brasília de 23 de dezembro a 7 janeiro. Agradecemos a presença de todos que estive...