terça-feira, 4 de fevereiro de 2014

Qual é esse lugar do qual não devemos escapar?


Aqui e agora, não devemos escapar de nós mesmos. Eu falo sempre de “aqui e gora”, noção muito importante. Por exemplo, você sempre pensa: “Meu trabalho não está perfeito hoje, tenho de pensar no futuro, eu não sou feliz...” Você nunca está contente no momento presente; entretanto, é aqui e agora que importa. Se você não espera mais com impaciência o gongo que anuncia o fim do zazen. Se você ficar realmente concentrado, uma hora e um minuto são idênticos. A verdade é aqui e agora. Quando você está comendo, ela está na sua comida. Quando toma café, está no seu café, na sua mesa. A verdade está nas montanhas, nos rios, no céu, nos campos, nas ruas, no metrô... Em toda parte.

Eu costumo dizer que a verdade também está nos banheiros. Os banheiros são verdadeiro dojô (*). Quando você cozinha, a cozinha torna-se um dojô. O restaurante onde você come também é um dojô. Em toda parte, em qualquer lugar, a sua postura é importante, o modo como você come, o que você diz... O Caminho está em toda parte, debaixo dos seus pés.

(*) dojô – lugar onde se pratica  meditação zen


(Yoka Daishi – Shodoka – O canto do Satori imediato – tradução e comentários Mestre Taisen Deshimaru Roshi).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sesshin em Brasília

Arte: Hugo Pullen