quarta-feira, 11 de abril de 2018

Sanga






Nada é mais importante do que a sua paz e felicidade aqui e agora. Um dia você irá jazer como um cadáver e não mais será capaz de entrar em contato com a beleza de uma flor. Aproveite bem o seu tempo: pratique estar em contato com os aspectos positivos da vida em si mesmo e à sua volta.

(Thich Nhat Hanh - Eu busco refúgio na Sangha)

sexta-feira, 16 de março de 2018

ZAZEN PARA INICIANTES
Hoje, às 19h30

SCLN 215 - Bl. D - sala 111

"...a casa do tesouro naturalmente se abrirá e vocês poderão se servir à vontade."  
Mestre Dogen

terça-feira, 6 de março de 2018

flor do cerrado - google

"Primordialmente há luz, amor e inteligência neste universo. E é isso o que somos, nós carregamos tudo isso dentro de nós, não é apenas algo que está lá fora, está dentro de nós. É com isso que buscamos nos reconectar, nossa luz, amor e inteligência originais, com aquilo que somos verdadeiramente. Portanto, é muito importante não nos distrairmos com coisas externas, irrelevantes, mas nos lembrarmos de qual é a finalidade de estarmos neste planeta."
 Jetsunma Tenzin Palmo

segunda-feira, 5 de março de 2018

Perguntas frequentes sobre Zazen

Devo parar de pensar? Como me concentrar com tantos pensamentos?

- Os pensamentos não devem ser obstáculos à prática. Apenas observe os pensamentos surgindo e desaparecendo. Mantenha a atenção na respiração. Inspirando e expirando.

Gradualmente seu sentar será mais profundo. Procure não dar atenção aos pensamentos. Penas os identifique como pensamentos e volte o foco para o seu corpo, a sua postura e a sua respiração.

Há uma analogia interessante: quando iniciamos a prática de zazen, observamos, admirados, quantos pensamentos circulam e insistem em circular por nossa mente. É como estar à beira-mar: no princípio, observamos apenas as marolas na praia. Depois, não ficamos apenas observando as ondas. 

Percebemos que é possível ir além. Pouco a pouco adentramos o mar. Há menos movimento. Há intervalos entre os pensamentos, que nem percebíamos. Aprendemos a respirar de forma adequada - inspiração e expiração tão suaves e prolongadas que às vezes surge a impressão de que não estamos mais respirando. Então podemos mergulhas nas profundezas mais tranquilas e silenciosas - do oceano e da mente. As marolas continuam lá? Onde estão os pensamentos incessantes?

Meditar é tranquilizar a mente e o corpo? É relaxamento?

- Não. Zazen é conhecer mente e corpo. Não é relaxamento. É o despertar da mente. Não é para adormecer, mas para entrar em contato com o mais íntimo de si mesmo - e aí está o Nirvana: a paz que surge da sabedoria e da compaixão. Essa é a tranquilidade zen. Se mantiver a postura e a respiração corretas, naturalmente corpo e mente entrarão em equilíbrio e harmonia. 

(Zazen - a prática essencial do zen - Comunidade Zen Budista Zendo Brasil)

sexta-feira, 2 de março de 2018