sexta-feira, 30 de agosto de 2013

Seja uma Luz para Si Mesmo






Com aproximação de sua morte. Buda disse as pessoas reunidas a volta: 


seja uma luz para si mesmo; não se entregue a refúgios externos. Apegue-se à Verdade. Não procure abrigo em ninguém além de si mesmo.

Você não encontrará o que irá satisfazer o seu coração e a sua mente num livro ou numa aula. Você não encontrará nem mesmo nos ensinamentos de Buda. Você não entrará em contato com a Verdade por meio de Buda nem por um venerável mestre zen ou por uma lama nem por um sacerdote ou monge, ou monja, professor ou guru. Você não receberá a Verdade - que aquieta as mais profundas dores do coração - de ninguém mais. 

O único caminho para ver a Verdade é observar se sua mente está se inclinando. 

Se isso ocorre é porque você vê alguma coisa lá fora, além de si mesmo. É perder-se em pensamentos e imaginação. É ser removido da experiência imediata. 

Note o que a sua mente está fazendo exatamente agora. Você não precisa se esforçar para fazer isso, pois já está completamente preparado. Você não precisa ir a lugar algum nem fazer nada de especial. Simplesmente veja somente a sua intenção. Apenas isso.

Despertar não é agarrar-se à ideia de despertar. Você não pode praticar o despertar nem fingi-lo ou imitá-lo. É preciso querer despertar realmente. 

Você só pode contar consigo mesmo. Você não depende dos outros. Tudo de que você precisa está aqui e agora. Confie apenas no assim. Na experiência direta, imediata. 

Você é a autoridade final. Despertar ou  não depende exclusivamente de você. 

(Steve Hagen - Budismo Claro e Simples - Ed. Pensamento)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Resistência e vitimização

  Os médicos estimam que setenta a oitenta por cento de suas atividades não estão relacionadas à saúde. As pessoas não estão doentes, estão...