quinta-feira, 23 de abril de 2015

VIDA SEM MEDIDA


Foto: Ricardo Takamura


Na prática do Zen nós simplesmente prestamos atenção ao agora, a este momento - sem preocupação em tornar a mente melhor, ou mais focada, ou mais concentrada ou iluminada.

Não se trata de tentar combater nossa mente até a submissão, ou de nos forçarmos a sentar numa almofada. (Na realidade, muitos de nós começaram deste modo, mas mais cedo ou mais tarde essa atitude teve fim, quer pela compreensão, ou pela desistência).

Para fazer o melhor possível, nós apenas precisamos compreender que nosso ponto de vista habitual não é apropriado e mudar nossa atitude com relação a esta prática. Temos que aprender a apenas praticar - sinceramente, sem objetivos, sem nenhum ganho ou motivo.

Nosso estado mental natural - a qualidade de mente natural, pura - já está presente. Nós não precisamos "obtê-lo". A iluminação já está presente. Não é algo que precisamos adquirir.

No Zen, nossa prática é penetrar neste momento, estar completamente vivo em cada momento, renascer em cada momento, de novo e outra vez - novo, fresco, vibrante, vivo, limpo e saudável. É viver naturalmente e sem culpa.

(O Budismo não é o que você pensa - Steve Hagen)


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Cultive a gentileza