segunda-feira, 13 de julho de 2015

Trazendo a Sangha com você

Douglas Lake Ranch- Canada ©Luis Fabini

Cada um de nós irá continuar o Buda de forma própria. Se nós praticarmos a plena atenção e a concentração, nós sempre teremos o Buda, o Dharma e a Sangha conosco todo o tempo, mesmo que a sociedade seja organizada, atualmente, de uma maneira que torna o viver difícil. Mas com a mente do amor, com determinação, nós seremos capazes de trazer a Terra Pura do Buda conosco e compartilhar com muitas outras pessoas. Se eu sobrevivi nos últimos trinta e nove anos foi porque sempre trouxe minha Sangha junto comigo. Com a Sangha em seu interior, você não resseca como uma célula separada.

De tempos em tempos, você pode desejar parar, durante uma caminhada ou enquanto cozinha ou dirige, e tocar a Sangha interior. Pergunte: “Cara Sangha, você ainda está aí dentro comigo?” E ouça a resposta dela: “Nós sempre estamos com você, estamos apoiando você. E não deixaremos você secar como uma célula separada”.

Você terá energia para continuar ao estar atento à Sangha interior e ao seu redor. Cada um de nós se tornou uma tocha. Cada um de nós se tornou um elemento de inspiração de muitos outros, cada um de nós tem que ser um bodhisattva. Ser um bodhisattva não é algo espetacular. É a nossa prática diária.

É muito claro nos ensinamentos budistas que o Buda é um ser vivo. Se o ser vivo não está lá, o Buda não pode estar lá. Para ser um buda você precisa ser um ser vivo. Você precisa ser um buda para ser um ser vivo, porque estes dois são um. Se a natureza do Buda não estivesse em você, você não seria um ser vivo. Cada ser vivo possui a natureza do Buda. É possível respirar como um buda, caminhar como um buda, sentar como um buda, comer e beber como um buda. A prática da plena atenção nos ajuda a nos tornarmos um buda no aqui e agora. Se você está procurando pelo Buda de dois mil e seiscentos anos atrás, você irá perdê-lo. Mas se você inspirar e se tornar iluminado a respeito do fato de que você é o Buda, você é a continuação dele, então o Buda está disponível neste exato momento.

O final de uma jornada é o início da continuação. E eu espero, eu rezo para o Buda e para todos os bodhisattvas para que mantenham você protegido, saudável e feliz. Nós contamos com você, e o Buda conta com cada um de nós. Por favor, aprecie caminhar hoje. Apenas dê sete passos e veja o que acontece.

Extraído de “Corpo e Mente em Harmonia – Andando rumo à Iluminação” – Thich Nhat Hann

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Cultive a gentileza