quarta-feira, 2 de janeiro de 2013

O ser do tempo (UJI)

Não penseis que o tempo apenas foge. Não vejais fugir como a única função do tempo. Se o tempo apenas fugisse, estaríeis separados do tempo. A razão pela qual não entendeis claramente o ser-do-tempo é que pensais no tempo apenas como passando.

Em essência, as coisas todas, no mundo inteiro, estão ligadas umas às outras como momentos. Porque todos os momentos são o ser-do-tempo, eles são vosso ser-do-tempo.

O ser-do-tempo tem a qualidade de fluir. O que se chama hoje flui para o amanhã, o hoje flui para o ontem, o ontem flui para o hoje. E o hoje flui para o hoje, o amanhã para o amanhã.

Porque o fluir é uma qualidade do tempo, os momentos do passado e do presente não se sobrepõem nem se alinham lado a lado.

(A lua numa gota de orvalho - escritos de mestre Dogen - organizado por Kazuaki Tanahashi)


Nenhum comentário:

Postar um comentário

flor do cerrado - Google Não dê ouvidos às palavras indignas ditas pelos outros. Não se preocupe com aquilo que foi realizado ou não ...