domingo, 25 de março de 2012

Não deveis praticar o ensinamento de Buda com a idéia de ganho

A prática do ensinamento de Buda é sempre realizada através do recebimento das instruções essenciais de um mestre, não seguindo vossas próprias idéias. De fato, o ensinamento de Buda não pode ser atingido tendo-se ou não idéias. Somente quando a mente da prática pura coincidir com o caminho, corpo e mente se acalmarão. Se corpo e alma não estiverem ainda calmos, não se sentirão à vontade. Quando corpo e mente não estão à vontade, nascem espinhos na senda da percepção.

Para que a prática pura e o caminho coindicam , como devemos proceder? Procedei com a mente que nem segura nem rejeita, a mente despreocupada com nome ou ganho. Não pratiqueis o darma-de-buda com o pensamento de que é para beneficiar os demais.

As pessoas, no mundo atual, mesmo as que praticam o darma-de-buda, têm uma mente que está muito distante do caminho. Elas praticam o que outros louvam e admiram, embora saibam que isso não harmoniza com o caminho. Elas rejeitam e não praticam o que os outros deixam de honrar e louvar, embora saibam que esse é o verdadeiro caminho. Que doloroso! Deveis tentar aquietar vossa mente e investigar se essas atitudes são o darma-de-buda ou não. Podeis vos envergonhar totalmente. O olho do sábio a isso ilumina.

Estudantes! Não pratiqueis o darma-de-buda em proveito próprio. Não pratiqueis o darma-de-buda pelo nome e ganho. Não pratiqueis o darma-de-buda para atingir uma recompensa ditosa. Não pratiqueis o darma-de-buda para obter efeitos miraculosos. Praticai o darma-de-buda unicamente pelo bem do darma-de-buda. Este é o caminho.

(Gakudo Yojin-Shu, Dogen Zenji - Escritos de Mestre Dogen organizado por Kazuaki Tanahashi)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sesshin em Brasília

Arte: Hugo Pullen