terça-feira, 1 de agosto de 2017

O JUSTO

Não é justo o homem que julga impulsivamente, mas sim aquele que sabe distinguir entre o que é verdadeiro e o que é falso. 
Crianças Guarani Kaiowá/MS, foto Egon Heck

Qualquer um que guiar os outros apropriadamente, sem uso de força ou violência, como um guardião da justiça será chamado de sábio.

Um homem não é sábio por causa da sua eloquência. Mas aquele que é seguro, destemido e sem ódio, este sim, é um sábio.

Ele não é sábio apenas por ficar em silêncio; ele pode ser tolo e ignorante. Aquele que é ponderado e compreensivo, valorizando o bem e rejeitando o mal, este é sábio e por esta razão é chamado "sábio". Aquele que, em silêncio, medita na vida interior e exterior, tendo escolhido o bem em detrimento do mal, deve ser chamado "sábio". 

Nenhum homem pode ser considerado Nobre se prejudica os seres viventes. Apenas exercendo a inofensividade, a não violência, perante os seres viventes, poderá um homem ser considerado um verdadeiro Nobre. 

(Dhammapada)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

flor do cerrado - Google Não dê ouvidos às palavras indignas ditas pelos outros. Não se preocupe com aquilo que foi realizado ou não ...